Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Dia do Estudante foi comemorado no campus Laranjal do Jari
Início do conteúdo da página

Dia do Estudante foi comemorado no campus Laranjal do Jari

Publicado: Quarta, 16 de Agosto de 2017, 10h57 | Última atualização em Quarta, 16 de Agosto de 2017, 17h11

No dia 11 de agosto comemora-se no Brasil o Dia do Estudante - uma data especial, pois é uma homenagem a todas as pessoas que valorizam o conhecimento e o crescimento pessoal.

Os alunos do campus Laranjal do Jari comemoraram o seu dia com uma atividade diferenciada. A iniciativa foi do Departamento de Ensino do campus. Os primeiros tempos 1º, 2º e 3º tiveram horário reduzido de 30min. Após intervalo deram início as programações do Serviço de Assistência Estudantil (SAE). Os 4º, 5º e 6º tempos foram destinados à programação da SAE que teve debate com o seguinte tema: “Direitos Estudantis em Cheque: Conhecer e Lutar”. O debate teve o objetivo contribuir para o processo formativo cidadão dos estudantes e atualização dos conhecimentos sobre políticas estudantis, além de ser um momento de confraternização.

Durante o debate que foi realizado na Área de Convivência - houve sorteio de brindes e entregue certificado de participação.

A programação foi realizada nos turnos da manhã e da tarde. No turno da noite, os alunos tiveram aula normal.

 

Conheça a história do Dia do Estudante: O dia do estudante é comemorado em 11 de agosto, a mesma data em que foram instituídos os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do Brasil, por Dom Pedro I, no século XIX. Em razão dessa marcante decisão, Celso Gand Ley, cem anos após a criação desses cursos, em 1927, indicou a data para se tornar o dia do estudante.

Vários presidentes do nosso país, artistas e escritores se formaram nesses cursos; um da USP, através da escola do Largo São Francisco e o outro em Olinda, depois transferido para o Recife. A faculdade mais próxima do Brasil era em Portugal, na cidade de Coimbra, e quem quisesse estudar em nível superior tinha que ir para lá ou para outras localidades da Europa, a fim de concluir seus estudos. Isso antes da criação desses cursos no Brasil.

As turmas iniciantes tinham poucos alunos e as estruturas das escolas eram bem simples, com salas feitas de taipa, no prédio do Convento de São Francisco. No ano de 1934 o curso foi incorporado pela Universidade de São Paulo – USP.

Fonte: Equipe Brasil Escola.

 

Por Viviane Fialho Campos, jornalista do campus Laranjal do Jari

 

Viviane Fialho Campos.
Instituto Federal do Amapá – campus Laranjal do Jari.
Jornalista DRT 1641 - PA
*Tel.: (96) - 99179.5992
*O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

registrado em:
Fim do conteúdo da página