Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Feira de Ciências Exatas estimula experimentos científicos
Início do conteúdo da página

Feira de Ciências Exatas estimula experimentos científicos

Publicado: Segunda, 13 de Maio de 2019, 15h56 | Última atualização em Segunda, 13 de Maio de 2019, 17h13

Eles estavam por todos os lugares e mostravam conhecimentos adquiridos nas disciplinas comuns ao primeiro ano dos cursos técnicos e específicas dos cursos de graduação ofertados pelo Campus Laranjal do Jari do Instituto Federal do Amapá (Ifap). Os experimentos científicos mostraram na prática o que a Feira de Ciências Exatas se propôs a estimular: a iniciação científica como base para uma carreira acadêmica promissora.

A ideia foi reforçada na palestra "A importância da iniciação científica" pelo convidado Neylan Dias, que é mestre em Modelagem Matemática e faz doutorado em Engenharia Mecânica. Para o palestrante, que foi medalhista aos 13 anos na Olimpíada Brasileira de Matemática (Obemep), a iniciação científica abre caminhos para carreiras promissoras, não só no país como fora dele. “Com 13 anos, eu não tinha ideia da importância daquela medalha, e só fui perceber isso quando ingressei no mestrado, pois foi ela que me possibilitou o recebimento de bolsa de pesquisa”, testemunhou.

Segundo o coordenador do evento, transcorrido no último sábado (11/05) e aberto à comunidade, professor Eduardo Rosário, a estimativa de público foi de cerca de 400 pessoas, entre alunos, pais de alunos e público externo, que compareceram às ilhas de experimentos de química, biologia, física e de jogos matemáticos. “Os alunos empreenderam a partir de conteúdos repassados em sala de aula e conseguimos atrair um excelente público. Um dos experimentos, coordenado pela professora Luany, retratava os efeitos causados pelo cigarro, utilizando-se de materiais reciclados, como as garrafas pet; outro experimento, realizado por alunos do primeiro ano dos cursos técnicos, reproduziu um microscópio a raio laser que permitia enxergar a olho nu os microrganismos.”, relatou.

Participaram da organização da Feira de Ciências Exatas professores das disciplinas de matemática, física, biologia e química dos cursos técnicos em Florestas, Meio Ambiente e Administração e dos cursos de graduação em Licenciatura em Biologia e Tecnologia em Gestão Ambiental. O evento ainda foi marcado pela realização de gincana de conhecimentos gerais e apresentações temáticas.

 

Por Keila Gibson, jornalista do campus Laranjal do Jari

Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

registrado em:
Fim do conteúdo da página