Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Ifap realiza minicursos presenciais em comunidade do vale do Jari
Início do conteúdo da página

Ifap realiza minicursos presenciais em comunidade do vale do Jari

Publicado: Terça, 20 de Outubro de 2020, 12h16 | Última atualização em Sexta, 23 de Outubro de 2020, 22h57


Professores do Campus Laranjal do Jari  Jonas Brito e Christovam Galvão ministram curso de identificação e coleta de material botânico - Foto :Rômulo Thiago Ferraz

Dentro da programação da 17° Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020, que ocorre até o próximo dia 23/10, o Instituto Federal do Amapá (Ifap), Campus Laranjal do Jari, realizou minicursos presenciais de Capacitação Técnica na comunidade São Francisco do Iratapuru com moradores da região. Ao todo, foram ofertados quatro minicursos sendo eles: Utilização de bússola e GPS, Utilização de Drones no monitoramento ambiental, Identificação e coleta de material botânico, Empreendedorismo de produtos não madeireiros e plano de negócio. A ação seguiu todos os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde.

Jackson Rodrigues  repassa orientações sobre utilização da bússola e localização de pontos de referência por GPS- Foto :Rômulo Thiago Ferraz Furtado

O Técnico de Laboratório em Florestas do Campus Laranjal do Jari, Jackson Rodrigues, ministrou o curso de bússola e GPS, e  enfatiza que os conhecimentos repassados sobre localização e orientação são fundamentais para uma comunidade composta por extrativistas, pois ajudam a potencializar a sua prática cotidiana na floresta. “O curso clareou seus entendimentos sobre as tecnologias. Agora, eles podem operar, com o conhecimento mais abrangente, a capacidade dos aparelhos”, enfatiza.

Professor Anderson Bernardina repassa instruções para o manuseio de veículo aéreo não tripulado (Drone) - Foto : Telma Lobato

O curso Utilização de Drones no monitoramento ambiental versou sobre componentes do veículo aéreo não tripulado, o planejamento de voo livre, de forma manual e supervisionada, e informações sobre voos autônomos. O ministrante do curso e professor do Campus Laranjal do Jari, Anderson Bernardina, destaca, ainda, que foram abordados alguns exemplos de aplicações no que tange o monitoramento de áreas florestais com uso do drone para mapeamento e georreferenciamento.

Coordenador do projeto Árvores Gigantes da Amazônia e Professor do Ifap, Diego Aramando Silva- Foto : Rômulo Thiago Ferraz

A realização de minicursos na comunidade faz parte de uma das etapas do projeto de monitoramento integrado de arvores gigantes da Amazônia, financiado pelo fundo iratapuru  e  da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, com fomento do CNPq. Os cursos objetivam qualificar moradores da localidade para que possam se tornar guias em futuras expedições científicas, na região que abriga as árvores gigantes, além de potencializar cadeias produtivas, com produtos não madeireiros para geração de renda.  “A ação realizada na comunidade não representa apenas uma etapa cumprida do projeto de monitoramento, mas uma ação de extensão para popularização da ciência e tecnologia para comunidades ribeirinhas da Amazônia”, explica o coordenador do projeto e professor do Campus Laranjal do Jari, Diego Armando Silva.

Lucilene Melo, Diretora-Geral do Campus de Laranjal do Jari - Foto: Rômulo Thiago Ferraz 

A diretora-geral do Campus Laranjal do Jari, Lucilene Melo, destaca que a iniciativa trará impactos positivos e que o Ifap está cumprindo sua missão, saindo dos “muros” para promover a extensão em comunidade rurais da Amazônia. Melo enfatiza que a Comunidade de Iratapuru é formada por um povo simples, acolhedor , participativo e que uma ação como essa tem um enorme significado para os moradores da região. “Imagina o quanto significa para essas comunidades receber um conjunto de servidores qualificados e ter acesso à ciência e tecnologia por meio dos cursos ministrados. Certamente cumprimos nosso papel contribuindo em ações que reforçam a participação  do Ifap para o desenvolvimento do Vale do Jari”, afirma.

Moradores participam da programação - Foto: Rômulo Thiago Ferraz 

O líder comunitário de São Francisco de Iratapuru, Aldemir Pereira, foi aluno do minicurso Utilização de Drones no monitoramento ambiental e ressaltou importância da capacitação para a juventude da região, estimulando a criatividade  e a reflexão sobre as questões educacionais na localidade. Aldemir diz que o sentimento é de gratidão  e que a comunidade pretende continuar com esse trabalho em cooperação com o Ifap.

 A secretária executiva do Fundo Iratapuru, Bruna Oliveira, acompanhou o evento e falou da importância das atividades de conhecimento ao proporcionarem a aproximação da academia com a comunidade e destacou que a cooperação com o Ifap tende ir além do projeto “ Arvores gigantes”. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Amapá) também marcou presença representada pelo pesquisador Marcelino Carneiro. O pesquisador frisou que tecnologias estão sendo trabalhadas para que os moradores locais obtenha sua renda sem desmatar a floresta por meio  do extrativismo da Copaíba, Castanha, Breu e Camaru. Marcelino diz esperar que o evento seja o inicio de uma parceria entre Embrapa e Ifap em projetos de melhoria para a comunidade.

Participantes recebem certificados- Foto : Telma Lobato

A programação do evento contou com  média de 40 participantes e  foi encerrada com a entrega de certificados.

 

Assista os principais momentos do evento  na sua TvIfap, clicando aqui!

 

Por Tiago Ferreira, jornalista do Campus Laranjal do Jari

Cooperação Técnica: Rômulo Thiago Ferraz 

Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página